– Tratamento para queda de cabelo (alopécia)

Os tratamentos para alopécias (queda de cabelo) dependem de sua classificação e origem: Eflúvio telógeno, Alopécia Areata, Alopécia Androgenética Masculina e Alopécia Androgenética Feminina.

 

Os tratamentos de Biomedicina estética nessa área visam impedir a piora natural da situação clínica do paciente e, em condições mais otimistas, eventualmente diminuir ou interromper a queda e a miniaturização dos fios (afinamento) — o que não deve ser encarado como promessa ou garantia de resultados.

Pacientes já acometidos por calvície podem se beneficiar de forma paliativa com o engrossamento, ou crescimento em comprimento, dos fios remanescentes ainda viáveis (vivos).

 

A melhora capilar se dá somente após 3 a 6 meses, no mínimo, de tratamento dentro e fora do consultório; e desde que seguido à risca e com a devida assiduidade.

 

favicon guilhermeNa maioria das vezes, após um escaneamento clínico-laboratorial geral da saúde do paciente, e após excluir possíveis causas patológicas de queda capilar, os tratamentos estéticos podem basear-se em: Ledterapia (Fotobiomodulação ou estimulação biofotônica), Lasers fracionados ou os de baixa intensidade, Carboxiterapia capilar, Intradermoterapia (Mesoterapia) Capilar, Microagulhamento, Utilização de produtos tópicos no couro cabeludo e/ou suplementação de nutracêuticos via oral.

 

Para mais informações sobre as alopecias, suas causas e características científicas, clique aqui.